domingo, maio 21

A Patrícia Cozinha | Risotto




"Cozinhar é o mais privado e arriscado ato. 
No alimento se coloca ternura ou ódio.
Na panela de verte tempero ou veneno. 
Cozinhar não é serviço.
Cozinhar é um modo de amar os outros. "

Mia Couto


Gosto de cozinhar por isso mesmo. Porque além de ser uma forma de amor de mim para mim cada vez que cozinho aquilo que mais gosto, é uma forma de amar todos aqueles que quero para sempre sentados à minha mesa. Que são poucos, mas certamente são só e apenas aqueles que amo.

Mais do que cozinhar porque sim, esta é uma das formas que tenho de ocupar o tempo, a cabeça e a alma. 
Odeio cozinhar à pressa. Odeio cozinhar fora da minha casa, do meu espaço e das minhas coisas. 
Gosto de cozinhar bonito e com amor. 

Hoje trago-vos um dos meus pratos favoritos do momento: Risotto. Hoje, Risotto de Pescada.  

Ingredientes Principais: 
- Arroz de Risotto; 
- Cebola;
- Alho; 
- Vinho Branco
- Pescada
- Margarina
- Queijo Parmesão ralado; 

Ingredientes secundários (caldo): 
- Cascas de cebola; 
- Cascas de Alho; 
- Coentros; 
- Pescada; 
- Cenoura
- Alho Françês;
(outros legumes a gosto)


1º - Preparar o caldo: Para isso, colocar todos os ingredientes secundários numa panela com água e levar ao lume até levantar fervura. Deixar cozinhar por 30 minutos.  

                      Dicas: 
  • Eu não costumo colocar sal no caldo. Prefiro acertar o tempero no fim do risotto, uma vez que o queijo parmesão por si só é intenso e, dependendo dos ingredientes usados, o caldo poderá por si só ter um sabor forte. 
  • Se quer que o risotto saiba a cogumelos, o caldo terá de ter cogumelos. Se quer que saiba a pescada, terá que ter pescada. O sabor do caldo depende do seu gosto! Mas o gosto do risotto, começa aqui. 
  • Caso o caldo crie "espuma", retire-a antes de utilizar o caldo. 
  • Use folhas de cebola e de alho, em vez de cebolas e alhos inteiros. Quando utilizo estes ingredientes noutros cozinhados, guardo as folhas no congelador. Assim, quando preciso, é só colocar na panela. 
  •  A partir deste momento, o caldo deverá ser mantido quente até ao final do cozinhado.



2º - Abrir o Risotto: Dourar a cebola e o alho em azeite. De seguida, adicionar o arroz de risotto e envolver. Quando o arroz estiver com uma cor quase transparente, adicionar o vinho branco a gosto, mexendo sempre. 

                            Dicas:   
  • O fogão deve estar em lume brando, sem oscilações de temperatura. 
  • A partir deste momento, o arroz deverá estar constantemente a ser mexido. 
  • Não calcar o arroz! Mexer. Eu gosto de usar o "salazar" :) 


3º - Cozinhar o Risotto: Após o risotto estar aberto - verão que ganhará uma certa cremosidade -, adicionar o caldo quente pouco a pouco até cozinhar totalmente. 
Simultaneamente, desfiar as postas de pescada retirando-lhe as espinhas. Adicionar ao cozinhado. 

4º - Finalização: Quando o arroz estiver completamente cozido. Desligar o fogão. 
Adicionar pequenos gomos de margarina e mexer bem. Adicionar queijo parmesão a gosto e voltar a mexer.

Empratar et Voilá!! 

Experimentem e digam-me como correu! 

Boa semana a todos, 






sábado, maio 20

Valoriza-te: é grátis!










Mala: Bimba&Lola; Calças: Lefties; Relógio: Primark: Make-up: Kiko

Para todas as mulheres que um dia deixaram de acreditar no poder de se merecerem,

« A primeira pessoa que te merece, és tu.»
Repeti-o eu em frente ao espelho muitas vezes com os olhos encharcados em lágrimas, que nunca cairam, porque eu não deixei.  

A primeira pessoa a merecer-me serei para sempre eu. 

O pior pesadelo de uma mulher é deixar que lhe roubem a auto-estima. O segundo pior pesadelo é acreditar para si mesma que a perdeu.  Não há medo pior que o da própria sombra. E não há glória maior que vencê-lo. 

A verdade é que vivemos numa sociedade padronizada, onde as pessoas acham que a perfeição existe. 

As mulheres são más umas com as outras. Odeiam-se porque se invejam. "Amam-se" para não se terem como inimigas. Um jogo de interesses comanda este rebanho que caminha todo para o mesmo lado, o caminho infindável da perfeição que não existe, do status que não paga contas, nem dá inteligência de borla a ninguém. As amizades por conveniência, as metas do protagonismo, a vida real em stand by... 

Chega!

A primeira pessoa a merecer-te és tu. 
Por isso, pega em ti e merece-te todos os dias desde o momento em que acordas.

E se ninguém notar ? 
Estas num óptimo caminho.

Patrícia Luz
21 de Maio de 2017

sexta-feira, maio 19

Oh Cali!










Calças: Mango; Blusa; Mango; Relógio: Primark

Se somos cores e formas, eu sou palmeiras e verão. 
Não sei se convosco acontece o mesmo, mas para mim estar em ambientes de que gosto muito revigora-me a alma e dá um feeling mesmo bom aos meus dias. 
Este é sem dúvida um deles. Se há coisa que me inspira são palmeiras, palmeiras e mais palmeiras. Aquele ambiente californiano transportado para o lado de cá do oceano, a música aos altos berros no carro e o vento a fazer esvoaçar os cabelos por todos os lados, é algo que me inspira mesmo a viver cheia de boas energias! 

E a voçês, o que vos inspira? 

Patrícia Luz
19 de Maio de 2017